Militar da GNR em prisão preventiva por abusos sexuais à enteada

Ficou em prisão preventiva o militar da GNR de Mortágua suspeito de abusos sexuais à enteada de 16 anos. A denúncia foi feita pela própria menor, que relatou a uma professora os vários episódios de abusos sexuais em casas de familiares.

Sobre "Jornal das 8"