Ministro vaiado: paraquedistas dizem que as tradições militares "não são negociáveis"

O Ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, foi vaiado este domingo por um grupo de paraquedistas, em Aveiro, no âmbito das celebrações do Dia do Exército.

Os paraquedistas consideram que estão a ser destratados, uma vez que foi proibido que usassem no desfile o seu habitual cântico: "Ó Pátria mãe".

O Ministro da Defesa fez-se acompanhar pelo Chefe do Estado Maior do Exército (CEME), general José Nunes da Fonseca, que foi igualmente vaiado durante todo o discurso.

Sobre "Notícias 24"