Mota Jr: jovem consegue evitar pena máxima

A jovem que terá servido de isco para que o rapper Mota Jr fosse assassinado foi hoje ilibada pelo juiz dos crimes mais graves de que estava acusada e só irá a julgamento por roubo qualificado. 
Os restantes arguidos mantêm-se acusados dos crimes de homicídio qualificado, sequestro e profanação de cadáver. 
 

Sobre "Jornal das 8"