Muitos militares foram enterrados nas colónias e há quem procure agora os restos mortais

A TVI foi conhecer Carlos Rosa, que há seis anos ajuda famílias a encontrar e trazer de volta para Portugal os restos mortais de irmãos, tios, primos que 40 anos depois continuam esquecidos nos cemitérios de Angola.