Mulher acusada de envenenar o filho de sete anos confessa o crime

Começou esta sexta-feira o julgamento da mulher que tentou envenenar o filho de sete anos no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa.

A mãe confessou, em tribunal, que injetava substâncias tóxicas no corpo do filho para prolongar o internamento e assim chamar a atenção.

Um discurso confuso onde, muitas vezes, se justificou com lapsos de memória.

Sobre "Jornal da Uma"