Mulher que acusa PSP de agressão escreve carta para explicar a sua versão

A mulher que diz ter sido agredida por um agente dentro de um carro-patrulha da PSP enviou uma carta às redações, na qual explica por escrito a sua versão dos factos.

Cláudia Simões diz que temeu pela vida e que naquele dia teve plena certeza de que iria morrer.

Sobre "Jornal da Uma"