"Não há evidências" que suportem a vacinação de crianças, diz especialista

A Agência Europeia do Medicamento deu, esta quinta-feria, luz verde à vacinação de crianças entre os 5 e os 11 anos. 

A cardiologista Teresa Mota é contra esta medida e alega que os benefícios ficam aquém dos riscos e que as evidências científicas são ainda muito preliminares. 

Sobre "Notícias CNN"