Nomeações familiares agitam Belém e São Bento

Presidente da República considera que a ética não chega e que é preciso mudar a lei para limitar as nomeações familiares. Os partidos estão divididos