Novo Banco: “O PSD não rasga contratos”

A proposta do BE, aprovada na votação na especialidade do Orçamento do Estado, de bloquear a injeção de 476 milhões de euros no Novo Banco até serem conhecidos os resultados da auditoria pode colocar em causa a reputação do Estado português no cumprimento de contratos.

Vice-presidente do PSD, David Justino, lembrou não para já não existe nenhum “incumprimento contratual” com o congelamento da transferência.

O número dois dos sociais-democratas garantiu que caso venha a “depender do PSD o incumprimento contratual não se verificará”.

Sobre "Circulatura do quadrado"