Pedro Guerra ataca Pinto da Costa pela gestão do FC Porto e da situação de Nuno Espírito Santo.