O "equilíbrio" que Bruxelas procura para decidir se aplica sanções

"As nossas decisões devem ser tomadas de forma extremamnete rigorosa e credível mas não devem em caso algum comprometer a retoma económica". Declarações são do comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici.