O impacto da Covid-19 na esclerose múltipla: “Toda a gente deve continuar o tratamento”

José Vale, presidente do Colégio de Neurologia da Ordem dos Médicos, explicou as alterações diretas e indiretas da pandemia de Covid-19 no tratamento dos pacientes com esclerose múltipla.

O médico neurologista alertou os doentes para a importância de prosseguirem com o tratamento que minimiza os sintomas da esclerose múltipla, apesar deste ser, em regra geral, imunodepressor.

Sobre "Diário da Manhã"