«O que é os agentes da autoridade fizeram a seguir à agressão? Isso é que é importante avaliar»

Advogados defendem que os guardas da GNR em serviço no parque de estacionamento do Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas viram a agressão e podiam ter detido o empresário Pedro Pinho por flagrante delito.