"O que falhou foi a capacidade em mobilizar os lisboetas". O discurso de Fernando Medina

O atual presidente da Câmara de Lisboa Fernando Medina vai deixar de o ser e vai dar o lugar a Carlos Moedas. Foi esse o resultado das eleições autárquicas deste domingo.

No discurso de despedida, fortemente aplaudido, disse que se trata de uma "derrota pessoal" e que não deve ser encarada como um "cartão amarelo, muito menos vermelho" ao Partido Socialista.

Questionado sobre o futuro político, Medina pediu tempo: "vocês dêem-me um bocadinho mais de tempo, porque o meu futuro político até há poucas horas atrás era ser presidente da câmara municipal de Lisboa, não será mais e por isso não mudo assim de planos com esta rapidez".

Sobre "Notícias 24"