O resumo da vitória sofrida da Juve ante o Ferencvaros, com golo de Ronaldo

Um golo de Morata dois minutos depois dos 90 garantiu à Juventus a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo estreou-se a marcar nesta edição da Liga dos Campeões e quase foi traído por um imitador na noite de Turim.

Um golo de Myrto Uzuni quase roubou o apuramento imediato à Juve, que precisava apenas de vencer em casa e aproveitar a goleada do Barcelona em Kiev (4-0) para garantir a passagem aos oitavos-de-final com duas jornadas da fase de grupos ainda por disputar.

As pretensões da campeã italiana, com uma exibição coletiva muito apagada, quase esbarraram porém numa surpreendente réplica dos húngaros, que se inauguraram o marcador aos 18m.

O albanês Myrto Uzuni desviou para o fundo das redes italianas e teve o atrevimento supremo de festejar como Ronaldo.

Má ideia. Espicaçado ou não, a verdade é que o português marcou por duas vezes. Aos 33m o lance foi (bem) anulado por fora de jogo, mas dois minutos depois driblou à entrada da área e disparou forte de pé esquerdo para o 21 golo em 21 jogos pós confimanto. Mais: Ronaldo fez o 70.º golo em jogos caseiros na Champions, igualando o recorde de Lionel Messi. CR7: Uma máquina avessa a imitações. 

Na segunda parte, Pirlo arriscou e acabou por desdobrar o sistema num 4-2-4 perante uma equipa húngara, com 14 estreantes na Champions, que mostrou sempre capacidade de contra-atacar com perigo.

Mesmo num jogo pouco conseguido, acabaria a Juve por ser feliz, já depois dos descontos, num lance em que a testa Morata acabou por resolver o quebra-cabeças juventino.

IMAGENS ELEVEN SPORTS