O sino vai tocar até dia 30 para lembrar que os cartuxos oram por nós

Faltam poucos dias para os últimos quatro monges abandonarem o convento da Cartuxa. Esta ordem monástica, baseada no silêncio, na contemplação e no despojamento, está a abandonar Portugal, após 500 anos de permanência.

Entre as paredes do silêncio e as famosas vinhas da Cartuxa, os monges que vivem em clausura foram surpreendidos com a palavra saudade.

Sobre "Jornal das 8"