O "triunvirato" que "deitou a benção" ao assalto ao BCP

O financiamento da Caixa Geral de Depósitos a Joe Berardo fez parte de uma estratégia de assalto ao BCP da responsabilidade de Vítor Constâncio, então governador do Banco de Portugal, Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, e José Sócrates, na altura primeiro-ministro. A acusação foi feita na segunda comissão de inquérito à CGD pelo ex-presidente do BCP, Filipe Pinhal.