Obras de arte apreendidas a João Rendeiro com "fortes suspeitas" de serem falsificadas

Foi emitido um mandado de detenção para as obras de arte que ficaram à guarda da mulher de João Rendeiro há 11 anos: a suspeita é de que podem já não ser as originais.

A Polícia Judiciária foi a casa do ex-banqueiro verificar o estado de conservação dos bens arrestados no processo do BPP, onde Rendeiro foi condenado a dez anos de prisão e constatou que há fortes suspeitas de que as obras tenham sido adulteradas ou substituídas.

Sobre "Jornal das 8"