Obstreta que não viu malformações de bebé durante a gravidez enfrenta quatro processos

Uma criança nasceu sem um olho, sem nariz e sem parte do crânio, malformações muito graves no rosto que não tinham sido identificadas pelo médico obstetra durante as ecografias.

Na Ordem dos Médicos há quatro processos contra o obstetra que realizou os exames e o Ministério Público também decidiu investigar.

Sobre "Jornal das 8"