Olhou para o atirador e perguntou-lhe: "Ei, o que estás a fazer?"

Apesar do planeamento e da execução fria do massacre, várias pessoas conseguiram fugir, sobretudo na primeira mesquita, a mais importante da cidade de Christchurch. Evadiram-se pela porta das traseiras. Uma destas pessoas chegou a estar cara a cara com o terrorista, mas não foi alvejada. ALERTA: imagens podem ferir a sensibilidade dos espectadores.