Operação Cavaleiro: advogado de Diogo Gaspar não ficou supreendido com posição da acusação

O Ministério Público (MP) pediu, esta quinta-feira, ao juiz de instrução do processo da Operação Cavaleiro que o antigo diretor do Museu da Presidência, Diogo Gaspar, seja julgado pelos crimes que constam na acusação. Nas suas alegações no debate instrutório, o procurador do MP disse que mantinha a acusação nos exatos termos. O advogado de Diogo Gaspar, Soares Da Veiga, não se mostrou surpreendido com a posição tomada por parte da acusação