Miguel Sousa Tavares afirmou que a direita portuguesa está fora da corrida às legislativas, porque "suicidou-se com a questão dos professores" e que António Costa está a tentar recolher votos à esquerda.