BPP: “Rendeiro foi um aprendiz de feiticeiro. Quis jogar o jogo do poder e foi consumido”

O ex-banqueiro, fundador do BPP, que recorreu ao Tribunal Constitucional da sentença de cinco anos de prisão, escreveu mais um livro. Nele atribui culpas a uma rede de políticos e reguladores, de Sócrates a Teixeira dos Santos, pela queda do banco.

Pedro Santos Guerreiro considera que esta “é a voz de um culpado” que “está a poucos dias de dar entrada na prisão”.

Sobre "Os Qu4tro"