Demissões de jornalistas: “Estamos cada vez mais distantes e a deixar Macau nas mãos da China”

No dia 10 de março, foram anunciadas diretrizes aos jornalistas da TDM (Teledifusão de Macau), que os proibiam de divulgar informações contrárias às políticas da China, aderindo ao “princípio do patriotismo” e do “amor a Macau”.

Na sequência desta alteração, pelo menos cinco jornalistas portugueses apresentaram a demissão.

Anabela Neves lembra que Portugal está cada vez mais distante de Macau e que a região começa a sofrer com políticas semelhantes às que se verificam em Hong Kong.

Sobre "Os Qu4tro"