“Estado de calamidade não pode terminar em Lisboa e Vale do Tejo”

 

No habitual espaço de comentário e análise de Paulo Portas aos domingos, o comentador da TVI sublinhou que Portugal esteve bem no confinamento e esteve mal no desconfinamento.

“Primeira coisa que temos de tirar da cabeça é que publicidade não é verdade e não há um milagre português”, afirma Portas, destacando que em Portugal desde 24 de maio que as coisas não têm estado a correr bem.

Sobre "Global"