"Estas cimeiras só se realizam com quando há alta probabilidade de correr bem"

Paulo Portas analisa o falhanço que, afinal, foi a cimeira entre os EUA e a Coreia do Norte