Fernando Medina: “Estamos com um número de infeções e utilização do SNS que seria inimaginável”

Fernando Medina considera que a principal diferença entre este segundo período de confinamento e o de março/abril é a atitude e o cansaço da população.

O comentador da TVI lembra que no primeiro momento se verificou um clima de receio e medo no país que deu lugar a um sentimento de desvalorização do SARS-CoV-2.

Sobre "Notícias"