"Marcelo corre o risco de as pessoas acharem que já ganhou e não irem votar"

A habitual análise semanal de Fernando Medina teve como tema central o anúncio da recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa para as eleições presidenciais de 23 de janeiro.

Na opinião do comentador, o presidente incumbente “disse tudo o que tinha para dizer com humildade”. Porém, Marcelo corre o risco de dar a perceção de que a eleição está ganha e que, portanto, não há grande motivação para o eleitorado se dirigir às urnas.