"Não se trata de um erro", mas de um "procedimento natural e normal na Câmara" de Lisboa

Manuela Ferreira Leite disse que o pedido de desculpas de Fernando Medina foi “a um procedimento natural e normal” da Câmara de Lisboa e não a um erro isolado.

Em causa está a partilha de dados de ativistas russos anti-Putin por parte da autarquia com a Embaixada da Rússia em Portugal.

Sobre os pedidos de demissão do presidente da câmara, a comentadora disse que “depende bastante das consequências disto”.

Ou seja, se se vier a verificar que este caso não se tratar de um ato isolado e se se verificarem consequências ao nível da segurança dos ativistas em causa, então Medina deve demitir-se.

Sobre "Notícias"