OE2021: "É o mesmo que eu fazer uma ponte, mas não lhe pôr os pilares. É possível, mas não é sustentável" 

Manuela Ferreira Leite defendeu, esta terça-feira num debate com Fernando Medina, na TVI24, que o Orçamento do Estado para 2021 é um crescimento "à custa do consumo". Ou seja, o aumento do consumo vai levar ao crescimento das empresas e, consequentemente, ao crescimento económico.

No entanto, a comentadora não concordou com esta lógica e ironizou. 

"É um bocadinho o mesmo que eu fazer uma ponte, mas não lhe pôr os pilares. É possível, mas não é sustentável. E como não é sustentável, em qualquer momento aquilo desaba", disse.

Na ótica de Ferreita Leite é necessário estruturar as empresas para que sejam competitivas. 

Sobre "Notícias"