“Países do Sul não estão disponíveis para aceitar uma sobrecarga de dívida”

Pedro Santos Guerreiro fez uma análise daquilo que até ao momento foi revelado sobre a reunião do Eurogrupo com vista a estabelecer um acordo de resposta conjunta face à crise pandémica. O jornalista afirma que os países do Sul não têm disponibilidade para aceitar uma sobrecarga de dívida pública.

 

Santos Guerreiro afirma que as dificuldades na negociação têm surgido também porque Itália, a nação mais inflexível, recusa um conjunto de medidas integradas no mecanismo europeu de estabilidade.

Também a dificuldade na aprovação de uma resposta conjunta é ela demonstrada pelo tempo que vai demorar até ser aprovado o que esta terça-feira o Eurogrupo decidir.  

Sobre "Jornal das 8"