Plano de vacinação: "É difícil considerar que vai correr tudo bem", diz Ferreira Leite

A antiga ministra das Finanças e comentadora da TVI24, Manuela Ferreira Leite, analisou esta quinta-feira as eleições presidências de janeiro, o plano de vacinação contra a covid-19 e a presidência portuguesa da União Europeia.

Naquele que foi o último comentário de 2020, Ferreira Leite fez um balanço do ano que passou e a sua antevisão política para 2021.

Apesar de “desejar ardentemente” que o plano de vacinação contra a covid-19 corra bem, Ferreira Leite admite ser “difícil considerar” que tal realmente aconteça. Manuela vai mais longe e atira que o plano de vacinação só será exequível com ligação à realidade.

A comentadora revela que “ainda nem para a gripe consegui ser vacinada”

A abstenção nas eleições presidenciais de janeiro é outra questão que preocupa a antiga ministra. Considera ainda serem “penosas e lastimáveis certas ideias debatidas” por Ana Gomes e Marisa Matias.

Ferreira Leite alertou ainda para a ausência do primeiro-ministro no próximo semestre, por causa da presidência portuguesa da União Europeia e teceu duras críticas a Pedro Nuno Santos, que acusa “não saber o que é ser ministro”.

Sobre "Noite 24"