PSD está "numa maré baixa" e Carlos Moedas "vai tentar não ser pressionado"

No que toca às autárquicas deste ano, Maria João Avillez acredita que Fernando Medina está continua com uma grande pressão, uma vez que a polémica da partilha de dados ainda está bastante acesa. Enquanto que Carlos Moedas tem como vantagem o facto de não estar em nenhuma “bolha partidária”.

A comentadora da TVI entende que o PSD está “numa maré baixa, aflito e fragilizado” e por isso é que dispara em várias direções.

“Mas o essencial não é isso. O essencial é que há um candidato que, por acaso, pelas suas características, pouco tem a ver com isso”, acrescentando que, mesmo que Carlos Moedas perca as eleições, vai manter-se “igual a ele próprio” até lá.

Significa isto que, na ótica de Maria João Avillez, Moedas vai tentar não ser pressionado pela "bolha partidária" do PSD.