«Os colegas até gozavam comigo: o Jesus dava-me duras e eu levantava o polegar»

Cândido Costa lembra como era uma das vítimas preferidas de Jorge Jesus no Belenenses