Os países mais afetados pelo escândalo do Facebook

87 milhões de perfis foram usados indevidamente pela "Cambridge Analytica". Esmagadora maioria é dos EUA. Seguem-se Filipinas, Indonésia e Reino Unido