Pandemia "calou" orquestras e o negócio do reparo de instrumentos estagnou

Caiu por terra o negócio da música, sobretudo no que diz respeito às orquestras e bandas onde os instrumentos de sopro eram predominantes.

Por isso, os instrumentos deixaram de ir à manutenção. A pandemia impôes novas práticas nas oficinas de reparaçãol, onde o trabalho de agora nada tem a ver com a pressão de outros anos.

Sobre "Jornal da Uma"