Pedro Santos Guerreiro comenta horas de apagão nas aplicações do universo Facebook

O Facebook viu vários dos serviços falharem, esta segunda-feira, não só em Portugal, mas um pouco por todo o mundo.

No entanto, os problemas do gigante tecnológico não ficaram por aqui: ao final do dia, além estar a lidar com problemas relacionados com a denúncia de que favorecem conteúdos de ódio, violência e desinformação, a empresa que detém o Instagram e o Whatsapp viu as suas ações desvalorizarem 5,75%, uma das piores quedas dos últimos 12 meses.

"Metade da população mundial usa com frequência, pelo menos, uma das muitas aplicações do universo Facebook. Quando elas param, para tudo. Não é só a comunicação entre as pessoas, houve empresas que não conseguiram trabalhar", disse Pedro Santos Guerreiro, reafirmando "a dependência da população destas ferramentas" e lembrando que os comportamentos aditivos que, conscientemente, as plataformas provocam nos seus utilizadores, "são usadas em detrimento da sua saúde mental".

Sobre "Notícias 24"