Pelo menos 50 simpatizantes do Estado Islâmico trabalham no aeroporto de Bruxelas

O presidente do principal sindicado da polícia da Bélgica disse que várias pessoas que trabalham no aeroporto de bruxelas aplaudiram os atentados de Paris do ano passado e que pelo menos meia centena de funcionários do aeroporto são simpatizantes do Estado Islâmico. O aeroporto de Bruxelas reabre esta sexta-feira de forma limitada e sob muitas críticas da polícia, que considera insuficientes as medidas de segurança.