Bacelar Gouveia: reposição do tempo de serviço dos professores é "caso óbvio de inconstitucionalidade"

O constitucionalista Jorge Bacelar Gouveia defende que a reposição do tempo de serviço reclamado pelos professores é um caso óbvio de inconstitucionalidade por violação do princípio de igualdade, ao ficarem exlcuídas outras funções da administração pública.