Catarina Martins diz sentir "pressão" apenas para negociar OE que se traduza em melhores salários

Questionada pelos jornalistas sobre a insistência do Presidente da República e do primeiro-ministro para não haver crises politicas, Catarina Martins não responde e prefere falar das propostas do Bloco de Esquerda.

"Sinto uma enorme pressão para que o BE assuma o seu mandato popular de negociar um Orçamento do Estado que se reproduza em salários"

Sobre "Jornal da Uma"