Corredor turístico: “É uma decisão injusta e imprópria das relações entre Portugal e o Reino Unido”

 

O ministro dos Negócios Estrangeiros reagiu esta sexta-feira à não inclusão de Portugal Continental no corredor turístico do Reino Unido e sublinhou que a decisão foi profundamente injusta e tomada por um país que tem sete vezes mais novos casos do que os registados em território nacional.

Ademais, o ministro afirmou que, se o Reino Unido estiver a usar o mesmo critério de novos casos de infeção, a Coreia do Norte devia fazer parte da lista.

Sobre "Notícias"