Costa: Justiça tem de ter "todas as condições apurar a verdade até ao fim"

Primeiro-ministro, António Costa, reagia assim ao discurso do 5 de Outubro do Presidente da República. Um discurso focado na democracia como ato de todos os dias. Costa acabou por voltar ao tema de Tancos, sem referir qual o futuro do ministro Azeredo Lopes, caso se prove algum envolvimento no caso.