O primeiro-ministro promete desagravar o IRS na próxima legislatura, em especial à classe média e famílias com mais filhos. A intenção foi manifestada na entrevista que deu à rádio Observador.