Demitiu-se o secretário de Estado que nomeou o primo para adjunto

Na carta enviada a António Costa, Carlos Martins justifica o pedido de demissão com o facto de esta polémica poder prejudicar o Governo e o PS