Europeias: "O país padece de um desequilíbro excessivo das esquerdas radicais"

A campanha para as europeias está na recta final e, esta terca-feira, foi a vez de Paulo Portas entrar em ação. O ex-presidente CDS-PP juntou se à campanha, num jantar-comício em Cascais, para apoiar Nuno Melo e para cumprir a promessa de estar presente nos momentos importantes para o partido. Portas diz que há um desequilíbrio excessivo nas esquerdas radicais e pede para que ninguém fique em casa, no domingo. Cristas acusou António Costa de estar de olho na Europa, já Nuno Melo atirou-se ao bloco de esquerda