Gestão do caudal do Tejo feita por Espanha tem consequências "dramáticas"

O Gooverno diz que não é aceitável a forma como Espanha fez a gestão do caudal do rio Tejo para cumprir a Convenção de Albufeira.

O Ministério do Ambiente pediu explicações às autoridades espanholas mas nunca obteve resposta e as consequências ambientais são "dramáticas".

Sobre "Jornal da Uma"