Marcelo fica 14 dias em vigilância passiva e não deve fazer campanha

Marcelo Rebelo de Sousa vai continuar por mais 14 dias em vigilância passiva. Quer isto dizer que, depois dos testes que fez à covid-19, um deles positivo e os restantes negativos, o Presidente da República pode regressar ao trabalho, mas deve ficar atento a qualquer sinal da doença.

Na noite de terça-feira, enquanto candidato presidencial, não pôde estar no debate com todos os adversários, tendo participado por videoconferência por ordem das autoridades de saúde. 

Sobre "Jornal das 8"