Ministro do Ambiente diz que as Forças Armadas têm feito cada vez menos transportes de combustível porque o número de trabalhadores em greve está a diminuir. Matos Fernandes apelou também ao fim da paralisação em mais um balanço, ao sétimo dia da greve dos motoristas de matérias perigosas.