Ministério da Saúde admite ter dado números errados ao primeiro-ministro

O Ministério da Saúde assumiu o lapso de ter informado o primeiro-ministro quanto ao tempo de espera para a consulta de cardiologia no Centro Hospitalar de Tâmega e Sousa, que António Costa usou hoje no debate quinzenal. O tema foi trazido a debate, no Parlamento, pela deputada do CDS, Cecília Meireles.

Sobre "Jornal da Uma"