Um estudo diz que Portugal gasta menos de 0,2% do PIB em promoção de saúde pública, dados que a ministra da Saúde desmente. Marta Temido diz mesmo que nunca houve tantas campanhas como agora.